ISO 9001

(19) 3935-0044

ISO 9001

(19) 3935-0044

Módulos de Supervisão: MPR-CT07

POR QUÊ SUPERVISIONAR:

Aviso prévio que algo nos resistores não está bom e existe fuga;

  • Ações podem ser tomadas antes de danos ao módulo frenagem ou inversor.

Aviso prévio que as frenagens apresentam amplitudes além do anteriormente constatado;

  • Ações de verificações para localização danos mecânicos ou sobrecarga de uso.

Aviso prévio que ambiente instalação dos resistores ou outro ambiente está superaquecido;

  • Filtros obstruídos, sobrecargas ou uso excessivo.

Aviso prévio de danos nos IGBTs do Módulo Frenagem ou Inversor;

  • Ações para correção antes que a fuga aumente e comprometa os resistores ou até mesmo as frenagens.

Agir preventivamente e de forma planejada antes de um dano irremediável;

  • Qual é o custo de uma manutenção emergencial frente uma planejada?

Evitar indisponibilidade do equipamento;

  • Qual é o custo de um equipamento parado (uma ponte rolante, por exemplo)?

Evitar danos em inversores de frequência e módulos de frenagem;

  • Qual é o custo de reparo ou reposição desses equipamentos?

Garantir a longevidade dos equipamentos;

  • Com as sinalizações, as manutenções podem ser direcionadas e com isso manter a integridade dos resistores e, por conseguinte, dos inversores ou módulos de frenagem.

ESPECIFICAÇÃO DAS CAPACIDADES:

  • Monitoramento on-line das correntes de frenagem (tempo e amplitude);
  • Monitoramento de corrente de fuga;
  • Monitoramento da integridade (fuga ou condução direta) dos IGBTs do módulo de frenagem;
  • Monitoramento de temperatura;
  • Medição de corrente DC com uso de sensores de efeito hall com isolação galvânica;
  • Reset remoto dos alarmes via contato seco.

Características:

Retardo parametrizável para alarmes;

Fornecido em caixa metálica para instalação semi-embutida ou em trilho DIN 35mm;

Ampla faixa de medição (de 1 à 1000 amperes);

Sinalização local via LEDs de alto brilho;

Reset local dos alarmes via teclado;

Sinalização via contatos secos (contatos N.A. reles);

Alimentação Full-Range (85 – 240VAC);

Totalmente parametrizável à aplicação;

Monitoramento on-line das correntes de frenagem:

  1. Monitoramento com alarme do valor de corrente de frenagem;
  2. Monitoramento do tempo de duração da frenagem;
  3. Monitoramento de fuga de corrente durante a frenagem;
  4. Monitoramento de fuga de corrente do IGBT do módulo de frenagem.

Monitoramento on-line de temperatura:

  1. Da temperatura do envólucro (ambiente interno caixa) ou da temperatura dos elementos resistivos.

Sinalização local de valores via display;

Sinalização local de falhas via LEDs alto brilho;

Sinalização remota via reles (contatos secos):

  1. 01 contato N.A. para sobrecorrente de frenagem;
  2. 01 contato N.A. para fuga de corrente;
  3. 01 contato N.A. para sobretemperatura;
  4. 01 contato N.A. para módulo ativo.

Parametrização:

  1. Totalmente customizável à aplicação via parâmetros acessíveis;
  2. Memória não volátil para armazenamento dos parâmetros;
  3. Memória flash (sem uso de baterias – sem manutenção).